A Copa do Mundo de Clubes da FIFA é uma competição de futebol criada em 2000 para clubes masculinos de futebol, organizada pela Federação Internacional de Associações de Futebol (FIFA). Além do clube anfitrião do país anfitrião, os clubes de campeões continentais das seis confederações de futebol participam da competição. Estes são os vencedores da UEFA Champions League, da Copa Libertadores, da Liga dos Campeões da CAF, da Liga dos Campeões da AFC, da Liga dos Campeões da CONCACAF e da UEFA Champions League. a Liga dos Campeões OFC.

Após uma primeira edição em 2000 e outra cancelada em 2001, a competição, então chamada de Campeonato do Mundo de Clubes da FIFA, levou em 2005 a continuação da Copa Intercontinental que se opõe desde 1960 aos campeões dos clubes da Europa e da América do Sul . Em 2006, tornou-se conhecido como a Copa do Mundo de Clubes da FIFA. O evento acontece a cada ano.

Os clubes europeus e sul-americanos dominam a competição, com nove eleições sendo conquistadas por clubes membros da União das Associações Européias de Futebol (UEFA) e quatro por equipes de países membros da Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL). Além disso, apenas três clubes que não pertencem a estes dois continentes chegaram à final. Este é o clube da República Democrática do Congo, Tout Puissant Mazembe, finalista da edição de 2010 conquistada pelo Inter-Milão, o clube marroquino Raja Club Athletic, finalista da edição 2013 e o clube japonês de Kashima Antlers, finalista em 2016.

Equipes participantes

 

Sete clubes são elegíveis para participar da Copa do Mundo de Clubes. É antes de tudo o clube vencedor do campeonato do país anfitrião que organiza a competição. Os outros seis clubes convidados são os seis campeões continentais, respectivos vencedores das mais importantes competições inter-clubes continentais organizadas pelas seis confederações internacionais de futebol. O vencedor da Copa Libertadores representa a CONMEBOL, que é a confederação sul-americana. Os vencedores da UEFA Champions League, da Liga dos Campeões da CAF, da Liga dos Campeões da AFC, da Liga dos Campeões da CONCACAF e da Liga dos Campeões da OFC representam A este respeito, a UEFA (Europa), a CAF (África), a AFC (Ásia), a CONCACAF (Norte, América Central e Caribe) e OFC (Oceania) 10 são confederações.

Em 2005 e 2006, o país anfitrião não tem representante, o que reduz o número de participantes para seis clubes11,12. A edição de 2000 inclui o vencedor da Copa Intercontinental de 1998 e o representante asiático é o vencedor da Super Cup asiática13.

Formato da competição

Na primeira edição do torneio em 2000, estão presentes oito equipes. Essas equipes são divididas em dois grupos de quatro. Cada grupo tem lugar na forma de um campeonato onde cada equipe se encontra uma vez que as outras três equipes do mesmo grupo. Uma partida ganhou ganha três pontos, um empate de um ponto e uma perda de ponto zero. O ranking dos grupos é estabelecido levando em consideração o número de pontos, a diferença de objetivos e o número de golos marcados e, se vários times ainda estiverem empatados, os resultados entre essas equipes. Após o primeiro estágio de grupo, os dois primeiros de cada grupo estão em fase eliminatória. O primeiro grupo primeiro se opõe ao segundo grupo do outro grupo nas semifinais. Os vencedores das semifinais se qualificam para o final e competem pelo título. Os perdedores das meias-finais jogam o jogo pelo terceiro lugar.

Em 2005 e 2006, seis equipes estão presentes. A competição consiste em duas quartas-de-final com representantes dos continentes africano, norte-americano, asiático e oceânico, duas semifinais onde competem clubes europeus e sul-americanos, um quinto lugar e um final e uma partida para o terceiro lugar. O número de participantes aumenta para sete em 2007. O formato é então modificado ligeiramente, o campeão do país anfitrião e o representante do Pacífico.

Copa do Mundo de Clubes FIFA